Cultura, conhecimento e experiência

Garantimos que os nossos colaboradores e parceiros estão aptos para as suas funções a nível físico, mental e técnico. Assumimos as competências e capacitação dos nossos colaboradores e parceiros como condição basilar para a concretização do nosso compromisso e responsabilidade. A seleção e treino das pessoas assente numa correta gestão da mudança é um princípio básico que aumenta a capacidade de desempenho individual e a consciência do risco face às atividades a realizar.

Cultura de segurança

Em 2018, concluímos um novo diagnóstico da cultura de segurança da Galp, abrangendo todos os colaboradores, que resultou no desenvolvimento de um plano estratégico a ser implementado no período 2018-2020, que permitirá à Galp criar e sustentar uma cultura de segurança de excelência.

Do plano definido, resultou um conjunto de ações a nível corporativo e em iniciativas específicas para as unidades organizacionais, cuja implementação já se iniciou em 2019, estruturadas por quatro áreas-chave:

Compromisso de liderança Ambiente físico Riscos Contexto social

Atualmente, já se encontram implementadas algumas destas iniciativas nomeadamente a adoção das Life Saving Rules, o reforço das formações focadas em liderança para a segurança e o desenvolvimento de um sistema de recompensa-consequência para todas as operações.

Partilha de conhecimento e experiência

A Galp promove momentos de aprendizagem e formação, sessões para troca de experiências e divulgação de conhecimento em segurança. Estes momentos são promotores da melhoria contínua do desempenho e disseminação das melhores práticas de identificação e gestão de riscos, ao mesmo tempo que alavancam uma mudança de comportamentos e atitudes.

Como parte do nosso Fórum Anual de Segurança, a Galp promoveu uma sessão interativa com os parceiros de negócios para partilha de experiências de segurança e proteção. Vários oradores de outras empresas petrolíferas e químicas participaram na sessão e partilharam melhores práticas de segurança, os últimos avanços, os conhecimentos e as estratégias possíveis para esta área, partilha essa que tem uma importância primordial para o procedimento geral de segurança da Galp.      

Os fatores humanos nas nossas atividades 

Acreditamos que a incorporação de fatores humanos na gestão de SSA tem impactos positivos na segurança das operações, na proteção das pessoas, do ambiente, com benefícios adicionais de redução de custos de exploração e manutenção.

Desta forma, podemos alcançar melhorias adicionais no desempenho de SSA, compreendendo a forma como os indivíduos interagem com todos os aspetos do seu local de trabalho e o planeamento das suas tarefas, nomeadamente: 

  • Redução dos riscos para a saúde e segurança das pessoas e para a segurança de processo
  • Redução do potencial para ocorrer ou mitigar a falha humana e das suas consequências
  • Melhoria da eficiência operacional

Temos como objetivo aumentar a consciencialização dos nossos colaboradores e parceiros sobre a importância dos fatores humanos na obtenção de um melhor desempenho em SSA e na criação num local de trabalho mais seguro.

Adotamos como referência as guidelines desenvolvidos e publicados pela IOGP e o Energy Institute
Aplicação de Safety Critical Task Analysis (SCTA) no abastecimento de Unidade Autónoma de Gás (UAG)

Uma equipa constituída pelas funções operacionais de receção de GNL, responsável de rede de distribuição local, segurança da unidade de G&P e um especialista de fatores humanos aplicou a técnica de HTA (Hierarchical Task Analysis) para compreender toda a complexidade da tarefa, analisou as potenciais falhas que poderiam existir e determinou as medidas de controlo a implementar.

 

Imprimir

Partilhar: