Diálogo com stakeholders

Na Galp, o diálogo com os nossos stakeholders proporciona-nos oportunidades de aprendizagem, criação de valor partilhado, maior proximidade e confiança, redução do risco de conflitos e tomadas de decisão informadas.

Liderança corporativa

Sabemos que o mundo precisa da liderança das empresas. A Galp está preparada para se tornar uma empresa líder, assumindo um papel pioneiro na transição para uma economia verde na Europa. Queremos dar o exemplo: mudar o comportamento do consumidor, criar um ambiente de “race to the top” no nosso setor, aumentar a awareness e influenciar as decisões em nossos principais mercados. A Galp visa criar novas cadeias de valor de energia que fortaleçam a capacidade industrial dos países onde operamos, melhorando a sua resiliência, competitividade e independência.

Os nossos Stakeholders

Cultivamos parcerias de longo prazo com os países e comunidades em que operamos, para criar valor e confiança mútua.

O mapeamento e priorização de stakeholders é um processo dinâmico, sendo verificada a sua adequabilidade quando ocorrem alterações ao contexto e/ ou revisão da estratégia da Galp. Este processo utiliza os seguintes critérios:

  • Influência – representa o impacto/poder de decisão que o stakeholder tem sobre a atividade da Galp, nomeadamente a sua capacidade de influenciar a concretização dos objetivos estratégicos da Galp;
  • Dependência – representa o impacto/ poder de decisão que a atividade da Galp tem sobre o stakeholder, incluindo a dependência do stakeholder em relação às atividades, produtos ou serviços da Galp.

Em 2019, avaliámos as expectativas de mais de 1.450 stakeholders sobre a relevância de temas-chave de sustentabilidade

O envolvimento com os nossos stakeholders cria oportunidades de aprendizagem mútua, cria valor partilhado, maior proximidade e confiança, redução do risco de conflito e promove um processo de tomada de decisão mais informado.

Procuramos obter o feedback dos nossos stakeholders chave, tanto internos como externos, em particular os seus pontos de vista quanto à importância de cada um dos temas e as suas principais expectativas quanto ao desempenho da Empresa. Este feedback é obtido através da realização de um processo formal, periódico e sistemático de auscultação dos grupos de stakeholders da Galp desde 2010, utilizando a norma AA1000 Stakeholder Engagement Standard da AccountAbility (AA1000SES) como referência.

Adicionalmente, a Galp dispõe de outros meios específicos de auscultação regular dos seus stakeholders, nomeadamente:

  • Inquéritos para apurar o nível de satisfação de clientes;
  • Inquérito para diagnóstico do clima organizacional;
  • Plataforma de qualificação de fornecedores;
  • Planos de gestão das partes interessadas ao longo do ciclo de vida dos projetos;
  • Eventos institucionais direcionados para diferentes públicos-alvo (e.g. Capital Markets Day, Dia da Sustentabilidade, Fórum de Segurança, entre outros)

Saiba mais sobre a nossa Abordagem à Materialidade.

Associações e Parceiros setoriais

Consideramos que, para dar resposta aos assuntos materiais, é fundamental compreender o seu caráter dinâmico e o contexto em que os mesmos se afirmam. Neste sentido, mantemos uma rede de cooperação, de partilha, de entendimento e de desenvolvimento de conhecimento, beneficiando de efeitos de escala resultantes da centralização de processos comuns que, de outra forma, teriam de ser reproduzidos nas estruturas dos vários associados.

O nosso contributo

Com uma atualização das informações do contexto, influenciamos a estratégia de negócio para adotar as melhores práticas e definir metas ambiciosas para a melhoria contínua. A Galp está posicionada para o futuro da energia, integrando a transição energética em todas as unidades de negócio. Para enfrentar este desafio e outras questões materiais identificadas pela Galp, mantemos uma rede ativa de cooperação, partilha, entendimento e desenvolvimento de conhecimento, participando em várias associações do setor de diferentes segmentos de negócios. Estes compromissos são particularmente relevantes, especialmente naqueles cuja missão está relacionada com GN / GNL, desenvolvimento de geração de energia renovável, melhoria da eficiência de ativos, desenvolvimento de combustíveis com baixo teor de carbono, CCS, etc. alinhados com as nossas guidelines estratégicas.

Em 2020 a Galp contribuiu com €2 m em parcerias relevantes com entidades e associações setoriais.

A rápida transição para um paradigma em prol do desenvolvimento sustentável implica a reflexão, por parte das empresas, dos compromissos que subscrevem e, também, das associações a que aderem e participam. Neste âmbito, a Galp avalia o alinhamento das principais associações em que participa em relação ao seu posicionamento com o clima. A avaliação tem como principais objetivos identificar as associações setoriais que se encontram alinhadas com o Propósito, Visão, Missão e Valores da Galp, no que diz respeito ao desenvolvimento sustentável e, assim, ao Acordo de Paris e a Lei Europeia do Clima.

Foram selecionadas e avaliadas 20 associações que representam cerca de 75% da contribuição da Galp neste âmbito em 2020. Das 20 associações analisadas, concluímos que, de acordo com os critérios definidos (Acordo de Paris, Lei Europeia do Clima e Propósito, Visão, Missão e os Valores da Galp), 18 encontram-se alinhadas, duas parcialmente alinhadas e nenhuma desalinhada.

Conheça melhor a Participação da Galp em Associações setoriais - Alterações Climáticas.

Lobbying

Os processos decisórios e legislativos da União Europeia envolvem cada vez mais a cooperação entre as instituições da UE e os setores industriais, que são geralmente avaliados por consultores que atuam como seus representantes de interesse. Nesse sentido, a Galp é registrada como lobista no "Registro de Transparência" - um registro voluntário de lobistas operado em conjunto pelo Parlamento Europeu e pela Comissão da UE - que acompanha assuntos como: Energia; Ambiente; Assuntos Gerais e Institucionais; Investigação e inovação; Ação Climática; Redes transeuropeias; Transporte, entre outros.

Em 2020 a Galp contribuiu com 195.100 euros em lobbying.

A Galp não faz contribuições para entidades políticas, direta ou indiretamente, nem faz doações para qualquer finalidade que não seja estritamente permitida pela legislação aplicável. Doações a partidos políticos ou campanhas eleitorais são proibidas por lei em Portugal, de acordo com a Lei do Financiamento dos Partidos Políticos, não realizando a Galp contribuições deste género.

 

Imprimir

Partilhar: