Gás natural

A Galp posiciona-se como um comercializador integrado de gás natural e eletricidade no mercado ibérico, atuando ainda no mercado internacional através da atividade de trading.

As atividades de comercialização de gás natural e eletricidade decorrem principalmente na Península Ibérica, tendo a Empresa vindo a apostar no reforço da sua oferta integrada, com foco no segmento de retalho em Portugal, onde é um dos principais players. A Galp mantém também uma presença ativa no mercado internacional de gás natural e gás natural liquefeito através da atividade de trading.

Vendas de gás natural (mm³)

Aprovisionamento

A Galp mantém uma política de gestão ativa das suas fontes de aprovisionamento de gás natural, tendo vindo a procurar alternativas e a diversificar o seu cabaz.

Fontes de aprovisionamento

As principais fontes provêm de contratos de aprovisionamento de longo prazo de gás natural com a Argélia e de LNG com a Nigéria, num total de 5,7 bcm por ano.

Paralelamente, a Empresa tem também outras fontes de aprovisionamento, nomeadamente nos mercados espanhol e francês.

As necessidades remanescentes de gás natural são cobertas através de operações no mercado spot.

Volumes aprovisionados de gás natural por origem em 2017

Por norma os contratos de compra de gás natural a longo prazo definem uma quantidade mínima anual a adquirir e uma margem de flexibilidade para cada ano.

Estes contratos costumam estabelecer uma obrigação de take or pay, que obriga a comprar as quantidades acordadas de gás natural, independentemente de a respetiva necessidade ocorrer ou não.

Contratos de longo prazo de aprovisionamento GN/NGL

Contratos País Quantidade (mm³/ano) Duração (anos) Início
NLNG I (GNL) Nigéria 420 20 2000
NLNG II (GNL) Nigéria 1.000 20 2003
NLNG III (GNL) Nigéria 2.000 20 2006
Sonatrach (Gás natural) Argélia 2.300 23 1997

Transporte

A Galp importa gás natural, destinado ao mercado ibérico através de:

  • Gasoduto Al Andalus (Espanha) - Liga Tarifa a Córdoba
  • Gasoduto Extremadura (Espanha) - Liga Córdoba a Campo Maior
  • Sines - Terminal de regaseificação de GNL de Sines.

O gasoduto internacional que liga Portugal e Espanha transporta o gás natural contratado à Sonatrach, na Argélia, que entra em Espanha através do gasoduto Europe Maghreb Pipeline (EMPL).

O terminal de regaseificação de GNL de Sines recebe navios metaneiros adquiridos principalmente à NLNG na Nigéria.

Participações da Galp em gasodutos internacionais

Gasodutos internacionais País Capacidade (bcm/ano) % da Galp
EMPL Argélia, Marrocos 12 23
Al-Andalus Espanha 7,8 33
Extremadura Espanha 6,1 49

 

Vendas a clientes diretos

A atividade de comercialização de gás natural da Galp assenta principalmente no fornecimento a clientes dos segmentos industrial, eletroprodutor e de retalho no mercado ibérico.

A Empresa é um dos mais relevantes comercializadores de gás natural na Península Ibérica.

Venda de gás natural a clientes diretos (mm³)

As atividades de distribuição e comercialização de gás natural têm vindo a ser progressivamente integradas com a atividade de comercialização de eletricidade, especialmente no segmento de retalho.

A Empresa tem vindo a expandir a sua presença no mercado elétrico, sobretudo em Portugal, assumindo-se como um comercializador integrado de energia. No final do ano, o negócio de G&P contava com c.644 mil clientes.

A Galp iniciou em 2017 um projeto assente na transformação digital e tecnológica com vista à melhoria contínua das operações comerciais, à implementação de novas plataformas de comunicação com o cliente e marketing digital.

Trading

Através da atividade de trading, a Galp tem garantido o acesso a mercados de gás natural e de GNL de referência.

A Empresa tem vindo a consolidar o acesso a mercados organizados de gás europeus (trading de rede), com enfoque em Espanha, França e Holanda.