Infraestruturas reguladas de distribuição

A Galp está presente na atividade de gestão de infraestruturas reguladas em Portugal, através da empresa associada Galp Gás Natural Distribuição.

Redes de distribuição

As redes de distribuição em Portugal são reguladas e dividem-se em três categorias:

  • Rede de alta pressão - Detida pela empresa Redes Energéticas Nacional (REN), é tipicamente utilizada para o transporte de grandes quantidades de gás natural a distâncias maiores;
  • Rede de média pressão - Estabelece a ligação entre as redes de alta e de baixa pressão;
  • Rede de baixa pressão - Detida pelas distribuidoras, liga cada cliente à rede de média pressão.

Remuneração

As regras de remuneração da atividade são estabelecidas pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

O cálculo da taxa de remuneração considera, entre outros, a média da yield das obrigações a dez anos emitidas pelo Estado Português.

Participação da Galp

A Galp, através da sua associada Galp Gás Natural Distribuição (GGND), participa em nove distribuidoras de gás natural em Portugal, cinco das quais operam ao abrigo de contratos de concessão com uma duração de 40 anos, enquanto as restantes operam através de licenças com um período de exploração de 20 anos.

Em 2017, através da GGND, a Galp operava uma rede de distribuição com 12.890 km. No final de 2017, a base de ativos regulados era de cerca de €1,0 bn.

Empresa % GGND
Duriensegás 77,50%
Beiragás 46,19%
Lusitaniagás 75,05%
Lisboagás 77,50%
Setgás 77,45%
Dianagás 77,50%
Paxgás 77,50%
Medigás 77,50%
Tagusgás 32,03%

Em 2016, a Galp diminuiu a sua participação na GGND para 77,5%, deixando de consolidar a empresa pelo método integral nas contas do Grupo.

Saiba mais sobre a GGND aqui.