Modelo de governo

O modelo de governo da Galp visa a transparência e a eficácia do funcionamento do Grupo, assente numa separação clara de poderes entre os diversos órgãos sociais: Assembleia Geral, Conselho de Administração, Comissão Executiva, Conselho Fiscal, Revisor Oficial de Contas e Secretário da Sociedade.

O modelo de governo societário em vigor na Galp compreende uma estrutura de administração, constituída pelo Conselho de Administração e por uma Comissão Executiva com poderes delegados por aquele órgão para realizar a gestão corrente do Grupo, uma estrutura de fiscalização reforçada, que integra o Conselho Fiscal e o Revisor Oficial de Contas (ROC), bem como um Secretário da Sociedade, encarregue do apoio especializado aos órgãos sociais.

Os órgãos sociais que compõem o modelo de governo da Galp são obrigatórios para as sociedades emitentes de ações admitidas à negociação em mercado regulamentado que, como a Galp, adotam o modelo monista clássico previsto no artigo 278.º, n.º 1, alínea a), artigo 413.º, n.º 1, alínea b) e n.º 2, alínea a) e no artigo 446.º-A, n.º 1, todos do Código das Sociedades Comerciais.

O governo da Galp tem evoluído no sentido de aproximação às melhores práticas de governo societário e ao Código de Governo das Sociedades da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários 2013 (Recomendações), que a Galp adotou voluntariamente, tendo acolhido a grande maioria das recomendações aplicáveis. Para obter mais informação, consulte a Análise de cumprimento do Código de Governo Societário adotado.

O mais recente Relatório de Governo Societário da Galp pode ser encontrado aqui.

 

Imprimir

Partilhar: