Aprovisionamento & Trading

Produtos Petrolíferos

Aprovisionamento

A Galp procede à gestão do aprovisionamento de crude e de outras matérias-primas, tendo em conta diversos fatores, tais como:

  • Maximização da margem de refinação;
  • Estratégia de diversificação de aprovisionamento;
  • Especificidades do aparelho refinador.

Origem do crude 2019

 

As fontes de aprovisionamento de crude da Galp são diversificadas e com origem em diversos países, de forma a mitigar potenciais impactos de possíveis eventos, nomeadamente conflitos geopolíticos.

As atividades de aprovisionamento e trading da Galp são responsáveis pela venda da produção do aparelho refinador, tanto para as atividades de comercialização da Galp, como para outros operadores na Península Ibérica e na exportação.

Em 2019, as vendas não relacionadas com as atividades da Galp foram de 7,5 mt, das quais 3,3 mt correspondem a vendas a outros operadores.

Beneficiando da excelente localização das suas refinarias, a Galp também exporta parte de sua produção. Em 2019, foram exportadas 4,2 mt de produtos petrolíferos. A América do Norte, nomeadamente a Costa Leste, continuou a ser um destino relevante para a exportação dos componentes pesados de gasolina, utilizados posteriormente para fins de blending. Durante 2019, os principais destinos das exportações da Galp foram EUA, Espanha e Holanda.

Exportações por produto em 2019

 

Gás natural

A Galp posiciona-se como um comercializador integrado de gás natural no mercado ibérico e mantém uma presença ativa no mercado internacional de gás natural e gás natural liquefeito através das suas atividades de trading.

Aprovisionamento

A Galp mantém uma política de gestão ativa das suas fontes de aprovisionamento de gás natural, tendo vindo a procurar alternativas e a diversificar o seu cabaz.

As principais fontes provêm de contratos de aprovisionamento de longo prazo de gás natural com a Argélia e de GNL com a Nigéria, que contribuem com c.60% do cabaz de aprovisionamento da Empresa.

Adicionalmente, a Galp adquire os restantes volumes do mercado ibérico no mercado spot em França e Espanha.

Volumes aprovisionados de gás natural por origem em 2019

 

No decorrer de 2019, a Galp e a Sonatrach estabeleceram um novo acordo que permitirá a compra pela Galp de até 2,5 bcm anuais de GN por um período de 10 anos. Já em 2020 a Galp assinou um contrato de compra e venda (SPA) com a Nigeria LNG Limited para garantir o aprovisionamento de 1 mtpa de GNL durante um período de 10 anos, com início em outubro de 2021.

Contratos de longo prazo de aprovisionamento GN/NGL
Contratos País Quantidade (mm³/ano) Duração (anos) Início
NLNG I (GNL) Nigéria 420 20 2000
NLNG II (GNL) Nigéria 1.000 20 2003
NLNG III (GNL) Nigéria 2.000 20 2006
Sonatrach (Gás natural) Argélia 2.300 23 1997

Transporte

A Galp importa gás natural, destinado ao mercado ibérico através de:

  • Gasoduto Al Andalus (Espanha) - Liga Tarifa a Córdoba
  • Gasoduto Extremadura (Espanha) - Liga Córdoba a Campo Maior
  • Sines - Terminal de regaseificação de GNL de Sines.

O gasoduto internacional que liga Portugal e Espanha transporta o gás natural contratado à Sonatrach, na Argélia, que entra em Espanha através do gasoduto Europe Maghreb Pipeline (EMPL).

O terminal de regaseificação de GNL de Sines recebe navios metaneiros adquiridos principalmente à NLNG na Nigéria.

Gasodutos internacionais País Capacidade (bcm/ano) % da Galp
EMPL Argélia, Marrocos 12 23
Al-Andalus Espanha 7,8 33
Extremadura Espanha 6,1 49

 

Trading

Através da atividade de trading, a Galp tem garantido o acesso a mercados de gás natural e de GNL de referência. A Empresa tem vindo a consolidar o acesso a mercados organizados de gás natural europeus (trading de rede), com enfoque em Espanha, França e Holanda.

No seguimento do fim do último contrato estruturado de GNL durante o terceiro trimestre de 2018, o trading de cargas de GNL passou a ser mais oportunista. No entanto, o trading de rede deverá continuar a ganhar relevância.

Volumes de trading (mm3)

  • 2018 - 2.875 mm3
  • 2019 - 2.937 mm3

 

Eletricidade

A Galp tem como objetivo manter a geração de eletricidade de uma forma competitiva e, para tal, tem vindo a fortalecer o seu portfólio de forma a fornecer energia aos seus clientes.

A Galp está presente no mercado através do Mercado Ibérico de Electricidade (MIBEL), tanto no mercado spot (OMEL) como no mercado a prazo (OMIP). Esta atividade visa sobretudo a aquisição de eletricidade em mercado, a qual é vendida através da atividade de comercialização.

A Empresa tem também procurado diversificar as suas fontes de eletricidade, não só a partir da celebração de contratos de compra de energia renovável com terceiros, bem como através da construção do seu próprio portefólio de geração de energia renovável.
Mais informação sobre o a unidade de negócios Renováveis & Novos Negócios.

Em 2019, a Empresa estabeleceu dois Contratos de Aquisição de Energia (PPAs) de longo prazo, num total de c.650 GWh por ano, por um período de 12 anos, que têm como base projetos de geração de energia solar de 400 MW.

Imprimir

Partilhar: